Como cuidar de gatos filhotes: saiba o que fazer

Como cuidar de gatos filhotes: saiba o que fazer Quem resiste à fofura de um gatinho, não é mesmo?! Tão pequenininhos, muitas vezes cabem até na palma da nossa mão. Porém, a chegada desse pet em casa pode trazer algumas inseguranças quanto aos cuidados com gatos. Para que nada saia do controle, vamos te ensinar como cuidar de um gato filhote. Acompanhe o texto! Gatos: como cuidar de filhotes A chegada de um novo membro na família é sempre um momento especial. E claro, é completamente normal ficar com algumas dúvidas, sejam elas como cuidar de um gato filhote abandonado ou como cuidar de um filhote de gato recém nascido. Se você acabou de adotar um gatinho, é necessário ter paciência no período de adaptação. Os gatos são conhecidos por serem animais de rotinas, então eles podem estranhar um pouco as mudanças que estão acontecendo. Por isso, entender como cuidar de filhote de gato é fundamental nessa tarefa. O ideal é preparar sua casa ou apartamento com antecedência antes da chegada do seu novo amiguinho. Você precisará de itens como: Caixinha de areia, onde ele fará suas necessidades; Potinhos para ração e água; Brinquedos para filhotes e; Uma caminha com cobertor para ele dormir. Se você mora em apartamento, certifique-se que todas as janelas possuem telas de segurança, para que nenhum acidente aconteça! Quanto ao banho, é certo que os felinos podem acabar ficando um tanto quanto estressados. Se você o resgatou da rua, acha que ele está sujinho, e quer saber como cuidar de um filhote de gato órfão, você pode optar por fazer a limpeza com um lenço umedecido (específico para pets) ou entrar em contato com um veterinário de confiança e perguntar se pode dar um banho no pet. Caso a resposta seja positiva, a água deve ser morna e é importante secar bem o felino ao final da tarefa. Como cuidar de um gato filhote: alimentação Os cuidados com filhotes de gato, no quesito alimentação, dependerão de alguns fatores. Na verdade, tudo irá depender se esse gatinho foi amamentado por sua mãe ou não para você compreender como alimentar um gato filhote. Os gatinhos geralmente se alimentam de leite materno até 4 semanas de vida. Ou seja, saber como cuidar de filhote de gato de 1 mês é diferente de como cuidar de gatos filhotes de 2 meses. Então, se você adotou um pet que foi alimentado com leite materno, a alimentação sólida (ração para filhotes) geralmente começa a ser introduzida após 1 mês de vida. Um veterinário saberá orientar a respeito de marcas, frequência e quantidade, e claro, ela deve ser específica para felinos. Caso você precise entender como cuidar de um filhote de gato abandonado, com menos de 4 semanas de vida, ele deverá ser alimentado com um leite específico para pets - e nunca com leite de vaca, pois esse alimento pode causar danos à saúde do animal (episódios de diarréia e vômito). Para aprender como fazer mamadeira para gato recém nascido e como alimentar filhote de gato recém nascido o ideal é fazer uma visita ao veterinário. Quanto à água, deixe-a disponível o tempo todo - sempre limpa e fresquinha. Como cuidar de um gato filhote: acompanhamento veterinário Um dos pontos mais importantes para entender como cuidar de filhote de gato é o acompanhamento veterinário, que deve ser feito assim que o pet chegar em sua casa. Se você resgatou ou adotou um felino, peça para o veterinário fazer um checkup completo. O teste de FeLV (leucemia felina), por exemplo, é super importante, já que essa doença é muito grave e pode levar à morte do pet. Vale lembrar que você nunca deve medicar o pet sem prescrição veterinária. Alguns tutores, ao notarem que o filhote está com dor, acabam optando por dar remédios, como a dipirona para gatos, sem embasamento médico, podendo ser muito prejudicial à saúde do animalzinho. Lembre-se também das vacinas e da vermifugação. Assim, você previne diversas doenças que podem afetar seu amiguinho. A castração de gatos é importante e deve ser feita. Além da prevenção de doenças, também é um ato de responsabilidade e amor. Precisa de ajuda para cuidar do seu amiguinho que acabou de chegar? Conte com a Inova! Aqui, temos um time completo de veterinários e especialista em medicina felina, prontos para te ajudar. Venha nos visitar!

Quem resiste à fofura de um gatinho, não é mesmo?! Tão pequenininhos, muitas vezes cabem até na palma da nossa mão. Porém, a chegada desse pet em casa pode trazer algumas inseguranças quanto aos cuidados com gatos.  Para que nada saia do controle, vamos te ensinar como cuidar de um gato filhote. Acompanhe o texto! […]

Úlcera de córnea em cães: tem tratamento?

A Ceratite Ulcerativa, popularmente conhecida como úlcera de córnea em cães, é uma doença que vem se tornando muito comum, principalmente em pets de pequeno porte. Se você desconfia que seu amiguinho de quatro patas está com a doença e quer saber como tratar a úlcera de córnea em cães, acompanhe o texto. Úlcera de córnea em cães: o que é? A úlcera é qualquer ferida que acomete tecidos do corpo (como pele, estômago, etc). Sendo, a úlcera no olho uma lesão que leva a inflamação da córnea. Essa doença é muito comum, e pode ser dividida em superficial ou profunda. A úlcera de córnea profunda em cães é mais perigosa pois, se não tratada, pode levar a cegueira no pet. Também é válido lembrar que muitas úlceras superficiais acabam se tornando profundas, já que os cães tendem a coçar a região, podendo machucar ainda mais o local ou levar a uma infecção secundária. Por isso, é importante ter muito cuidado com a progressão da doença. Úlcera de córnea em cães: shih tzu As causas de úlcera de córnea em cães podem ser diversas: Como trauma no local; Infecções oculares; Contato com substâncias químicas (exemplo: produtos de limpeza); Deficiência lacrimal; Cílios ou pêlos virados para dentro da pálpebra (Entrópio, distiquíase ou cílios ectópicos); Doenças pré-existentes na córnea, entre outros. Porém, é certo que os cães de olhos “saltados”, como o shih tzu, são os que mais sofrem com a doença. Por terem os olhos mais expostos, o trauma acaba acontecendo mais facilmente, resultando na úlcera de córnea em cães. Úlcera de córnea em cães: sintomas Antes de saber como curar úlcera de córnea em cães, é necessário verificar se o pet realmente tem a doença. Para isso, além de realizar um teste de úlcera de córnea em cães no veterinário, alguns sintomas também podem ser observados. Diferente de outras doenças, que os sintomas podem ser cachorro com febre ou cachorro com tosse, a úlcera de córnea em cães causa: Lacrimejamento em excesso; Dores nos olhos; Secreção; Olhos vermelhos; Coceira nos olhos; Sensibilidade à luz; Piscadas em excesso; Dificuldade de abrir os olhos. Notando algum desses sintomas, leve o seu pet ao veterinário o mais rápido possível, para dar início a um tratamento úlcera de córnea em cães. Úlcera de córnea: tratamento em cães A úlcera de córnea em cães tem tratamento, e deve ser feito o quanto antes possível, para não causar nenhum dano à visão do pet. Úlcera de córnea em cães: como tratar Esqueça o remédio caseiro para úlcera de córnea em cães. Somente um veterinário especializado saberá como tratar, indicando o melhor colírio, pomada ou outro tratamento para úlcera de córnea em cães. Vale lembrar, mais uma vez, que medicar o seu pet sem a indicação de um especialista pode piorar a situação. Úlcera de córnea em cães: colírio Para o tratamento, geralmente será prescrito um colírio para úlcera de córnea em cães, além do uso do colar elizabetano (ou colar cirúrgico) para evitar que o pet coce e machuque ainda mais a região. Siga sempre a prescrição médica para que o problema não evolua e possa deixar seu pet cego. . Cirurgia de úlcera de córnea em cães: valor Em casos mais sérios, o colírio com antibiótico para úlcera de córnea em cães não basta, tendo que recorrer a cirurgia de úlcera de córnea em cães. Feito o procedimento, é necessário um acompanhamento veterinário pós cirúrgico com retornos de consulta e empenho dos tutores em cumprir corretamente a prescrição. Seguindo as orientações a úlcera de córnea deve cicatrizar. O preço varia de acordo com a seriedade do caso, exames e remédios a serem utilizados após a cirurgia. Seu pet está precisando de atendimento oftalmológico? Conte com a ajuda do time de especialistas da Inova! Entre em contato conosco hoje mesmo!

A Ceratite Ulcerativa, popularmente conhecida como úlcera de córnea em cães, é uma doença que vem se tornando muito comum, principalmente em pets de pequeno porte. Se você desconfia que seu amiguinho de quatro patas está com a doença e quer saber como tratar a úlcera de córnea em cães, acompanhe o texto. Úlcera de […]