fbpx

Hospital Veterinário 24h

Resultados de Exames

Gato idoso: entenda os principais cuidados com o seu bichano

Você tem um gato idoso em casa? Pois saiba que esse companheiro que provavelmente passou grande parte da vida com você precisa de cuidados ainda mais especiais nessa fase da vida. Saiba quais são no texto de hoje! Idade: gato idoso Você sabe com quantos anos o gato fica idoso? De modo geral, os felinos são considerados idosos a partir dos 7 anos de vida. A chegada dessa fase deve trazer novos cuidados que deverão ser acrescentados na rotina do pet e do tutor, sempre com muito carinho, paciência e atenção. Isso porque é comum que algumas doenças se tornem mais suscetíveis nessa faixa etária, assim como nos seres humanos. Por isso, é importante estar sempre atento ao seu pet, observando aspectos como imunidade, sistema cardíaco, renal, além das articulações do seu amiguinho, que provavelmente vivia pulando por aí! rs Dessa forma, ele (a) ainda poderá viver muitos anos de vida ao seu lado, proporcionando bons momentos e claro, muitas alegrias. Gato idoso: comportamento Notou alguns sinais de mudança de comportamento no seu pet? A resposta para isso pode ser a terceira idade chegando para ele! Nessa fase, por exemplo, é comum que o olfato, o paladar e a audição sofram alterações, ficando menos aguçados. Além disso, alguns problemas dentários também podem aparecer, como a perda de dentes em gatos idosos, que é algo recorrente. Isso tudo pode acabar afetando o paladar e o apetite do pet, causando uma possível perda de peso. As articulações, o sistema imunológico e a pelagem também podem sofrer nessa fase, como comentamos acima, trazendo riscos de infecções e outras doenças. Outra mudança de comportamento muito comum é a perda de “animação” do pet. Claro, alguns naturalmente já são mais calmos e reclusos, porém com a idade é comum que essa característica fique mais acentuada. Eles também podem passar a ter hábitos que não tinham antes, como fazer suas necessidades fora da caixinha ou até mesmo miar mais alto que o comum. Por isso, é importante observar o comportamento do seu pet e realizar check-ups periódicos com intervalo de 6 a 12 meses, para garantir que a saúde do seu gato idoso esteja sempre em dia! Fique atento (a) aos problemas de saúde mais comuns dessa fase Como comentamos acima, um dos sinais que o seu amiguinho está envelhecendo ou chegou à terceira idade são os problemas de saúde comuns dessa fase. Separamos alguns para ficar atento e, diante de qualquer mudança, procurar um veterinário para diagnosticar o problema, afinal de contas o seu gato idoso merece o melhor cuidado: Perda de apetite; Problemas dentários; Osteoartrite (processo degenerativo, inflamatório e imunológico do sistema articular), causando dor e dificuldade de locomoção; Aumento da micção ou aumento da ingestão de água (sinal de alerta para problemas urinários). Como cuidar de gato idoso? Se você tem um felino em casa, é sempre importante saber quais são os cuidados necessários quando eles se tornam idosos. Por isso, separamos alguns tópicos importantes para você aprender como cuidar de gato idoso! Ração para gatos idosos A alimentação dos gatos idosos costuma mudar um pouco nessa fase. Isso porque serão necessários outros nutrientes, essenciais para garantir que o sistema do pet fique fortalecido. O seu veterinário de confiança saberá orientar qual a melhor ração para gatos idosos, principalmente diante de situações como “gato idoso emagrecendo” ou “gato idoso não quer comer”. Além disso, caso o seu amiguinho esteja com problemas dentários, pode ser que ele recomende outro tipo de comida para gato idoso, como papinhas e sachês, se for o caso. Nessa fase, também é interessante uma consulta com um veterinário especializado em odontologia, que saberá a melhor forma de cuidar do seu amiguinho. É muito comum o pet apresentar tártaro nos dentes, o que pode levar a uma inflamação da região e consequentemente influenciar na ingestão de comida. Vitamina para gato idoso Além da alimentação correta, pode ser necessário complementar com um suplemento para gatos idosos diante de um déficit em alguma vitamina. Por isso a importância de realizar exames periódicos para saber como anda a saúde do seu amiguinho e, caso necessário, o veterinário recomendará uma vitamina adequada para gatos idosos. Atente-se ao local onde o seu amiguinho dorme A idade chega e com ela é comum buscar por mais conforto e lugares aconchegantes. Por isso, proporcione um local quentinho e confortável para que o seu amiguinho possa ter uma boa noite de sono e tirar aquele cochilo durante o dia! Brincar continua sendo importante Não é só porque o seu amiguinho chegou à terceira idade que as brincadeiras devem ser deixadas de lado. Mesmo que o seu gatinho fique mais recluso, é importante que você o incentive a brincar, uma vez que o exercício físico previne uma série de problemas como a obesidade e a evita o estresse. Não se esqueça das vacinas Manter o calendário de vacinação em dia e evitar que o seu gatinho tenha acesso a rua são pontos importantíssimos para evitar doenças como a FELV (leucemia felina) e a doença do gato, conhecida como toxoplasmose (mais comum em gatos que têm acesso à rua e podem acabar contraindo). Além disso, não esqueça de continuar fazendo a prevenção correta com vermífugos e antipulgas indicados pelo veterinário. Castrar gato idoso é um cuidado recomendado? A castração é um ato de amor e cuidado que previne muitas doenças no pet, como os tumores em gatos idosos. O recomendado é que ela seja feita por volta de um ano de idade, mas saiba que ela também pode ser feita em qualquer outra fase da vida, desde que o felino esteja com a saúde em dia e o veterinário recomende a cirurgia. Check-up para gato idoso Pensando em oferecer facilidade para os tutores e saúde para o seu gato idoso, a Inova desenvolveu um Programa de Medicina Veterinária Preventiva, chamado Inova Vida +7, com um check-up especialmente desenhado para os gatos a partir de 7 anos. É um check-up completo com todos os exames necessários para esse momento mais as vacinas indicadas. Confira: 1 Consulta com Clínico Geral (2 retornos inclusos - se necessário) 1 Exame Perfil Endócrino (que inclui além do hemograma, bioquímicos renais, hepáticos e o colesterol e triglicérides usado para triar doenças endócrinas); 1 Exame de urina 1 Ecocardiograma 1 Eletrocardiograma 1 Ultrassom abdominal Vacinas: V3/V4/V5 (de acordo com cada caso); Raiva.

Você tem um gato idoso em casa?

Pois saiba que esse companheiro que provavelmente passou grande parte da vida com você precisa de cuidados ainda mais especiais nessa fase da vida.

Saiba quais são no texto de hoje!

Idade: gato idoso 

Você sabe com quantos anos o gato fica idoso?

De modo geral, os felinos são considerados idosos a partir dos 7 anos de vida. 

A chegada dessa fase deve trazer novos cuidados que deverão ser acrescentados na rotina do pet e do tutor, sempre com muito carinho, paciência e atenção.

Isso porque é comum que algumas doenças se tornem mais suscetíveis nessa faixa etária, assim como nos seres humanos.

Por isso, é importante estar sempre atento ao seu pet, observando aspectos como imunidade, sistema cardíaco, renal, além das articulações do seu amiguinho, que provavelmente vivia pulando por aí! rs

Dessa forma, ele (a)  ainda poderá viver muitos anos de vida ao seu lado, proporcionando bons momentos e claro, muitas alegrias.

Gato idoso: comportamento 

Notou alguns sinais de mudança de comportamento no seu pet?

A resposta para isso pode ser a terceira idade chegando para ele!

Nessa fase, por exemplo, é comum que o olfato, o paladar e a audição sofram alterações, ficando menos aguçados. Além disso, alguns problemas dentários também podem aparecer, como a perda de dentes em gatos idosos, que é algo recorrente.

Isso tudo pode acabar afetando o paladar e o apetite do pet, causando uma possível perda de peso. 

As articulações, o sistema imunológico e a pelagem também podem sofrer nessa fase, como comentamos acima, trazendo riscos de infecções e outras doenças.

Outra mudança de comportamento muito comum é a perda de “animação” do pet. Claro, alguns naturalmente já são mais calmos e reclusos, porém com a idade é comum que essa característica fique mais acentuada. 

Eles também podem passar a ter hábitos que não tinham antes, como fazer suas necessidades fora da caixinha ou até mesmo miar mais alto que o comum.

Por isso, é importante observar o comportamento do seu pet e realizar check-ups periódicos com intervalo de 6 a 12 meses, para garantir que a saúde do seu gato idoso esteja sempre em dia!

Fique atento (a) aos problemas de saúde mais comuns dessa fase

Como comentamos acima, um dos sinais que o seu amiguinho está envelhecendo ou chegou à terceira idade são os problemas de saúde comuns dessa fase.

Separamos alguns para ficar atento e, diante de qualquer mudança, procurar um veterinário para diagnosticar o problema, afinal de contas o seu gato idoso merece o melhor cuidado:

  • Perda de apetite;
  • Problemas dentários;
  • Osteoartrite (processo degenerativo, inflamatório e imunológico do sistema articular), causando dor e dificuldade de locomoção;
  • Aumento da micção ou aumento da ingestão de água (sinal de alerta para problemas urinários).

Como cuidar de gato idoso?

Se você tem um felino em casa, é sempre importante saber quais são os cuidados necessários quando eles se tornam idosos.

Por isso, separamos alguns tópicos importantes para você aprender como cuidar de gato idoso!

Ração para gatos idosos

A alimentação dos gatos idosos costuma mudar um pouco nessa fase. Isso porque serão necessários outros nutrientes, essenciais para garantir que o sistema do pet fique fortalecido.

O seu veterinário de confiança saberá orientar qual a melhor ração para gatos idosos, principalmente diante de situações como “gato idoso emagrecendo” ou “gato idoso não quer comer”. 

Além disso, caso o seu amiguinho esteja com problemas dentários, pode ser que ele recomende outro tipo de comida para gato idoso, como papinhas e sachês, se for o caso.

Nessa fase, também é interessante uma consulta com um veterinário especializado em odontologia, que saberá a melhor forma de cuidar do seu amiguinho. É muito comum o pet apresentar tártaro nos dentes, o que pode levar a uma inflamação da região e consequentemente influenciar na ingestão de comida. 

Vitamina para gato idoso

Além da alimentação correta, pode ser necessário complementar com um suplemento para gatos idosos diante de um déficit em alguma vitamina.

Por isso a importância de realizar exames periódicos para saber como anda a saúde do seu amiguinho e, caso necessário, o veterinário recomendará uma vitamina adequada para gatos idosos.

Atente-se ao local onde o seu amiguinho dorme

A idade chega e com ela é comum buscar por mais conforto e lugares aconchegantes. 

Por isso, proporcione um local quentinho e confortável para que o seu amiguinho possa ter uma boa noite de sono e tirar aquele cochilo durante o dia!

Brincar continua sendo importante

Não é só porque o seu amiguinho chegou à terceira idade que as brincadeiras devem ser deixadas de lado.

Mesmo que o seu gatinho fique mais recluso, é importante que você o incentive a brincar, uma vez que o exercício físico previne uma série de problemas como a obesidade e a evita  o estresse.

Não se esqueça das vacinas

Manter o calendário de vacinação em dia e evitar que o seu gatinho tenha acesso a rua são pontos importantíssimos para evitar doenças como a FELV (leucemia felina) e a doença do gato, conhecida como toxoplasmose (mais comum em gatos que têm acesso à rua e podem acabar contraindo).

Além disso, não esqueça de continuar fazendo a prevenção correta com vermífugos e antipulgas indicados pelo veterinário.

Você sabe quais os petiscos podem ser ofertados aos pets e quais são alimentos proibidos para eles?  Baixe nosso material e entenda o que você pode dar para o seu pet comer, por que cães e gatos tem necessidades nutricionais diferentes e outras informações muito importantes para a saúde do seu animalzinho.

Castrar gato idoso é um cuidado recomendado?

A castração é um ato de amor e cuidado que previne muitas doenças no pet, como os tumores em gatos idosos.

O recomendado é que ela seja feita por volta de um ano de idade, mas saiba que ela também pode ser feita em qualquer outra fase da vida, desde que o felino esteja com a saúde em dia e o veterinário recomende a cirurgia.

Check-up para gato idoso

Pensando em oferecer facilidade para os tutores e saúde para o seu gato idoso, a Inova desenvolveu um Programa de Medicina Veterinária Preventiva, chamado Inova Vida +7, com um check-up especialmente desenhado para os gatos a partir de 7 anos.

É um check-up completo com todos os exames necessários para esse momento mais as vacinas indicadas.

Confira:

  • 1 Consulta com Clínico Geral (2 retornos inclusos – se necessário);
  • 1 Exame Perfil Endócrino (que inclui além do hemograma, bioquímicos renais, hepáticos e o colesterol e triglicérides usado para triar doenças endócrinas);
  • 1 Exame de urina;
  • 1 Ecocardiograma;
  • 1 Eletrocardiograma;
  • 1 Ultrassom abdominal;
  • Vacinas: V3/V4/V5 (de acordo com cada caso) e raiva.

Agendar Inova Vida +7 – Gatos Idosos

Leia também: acne felina