O perigo dos fogos de artifício | Inova Veterinária

Com a proximidade das festas de final de ano, é importante ressaltar os cuidados a serem tomados com os nossos animais a respeito dos fogos de artifício, pois é muito comum casos de acidente e fugas.

Para evitar sustos e tragédias, garanta condições mínimas de segurança e evite ambientes conturbados e barulhentos. Tranqüilize seu bichinho, transmitindo a sensação de que tudo está bem e sob controle.

Os Perigos e Principais Consequências dos Fogos
Fugas, perdidos eles podem ser atropelados ou mesmo provocar acidentes.

Ferimentos, quando atingido por fogos de artificio ou no desespero de fugir, atravessam grades ou portões.

Traumas Emocionais, resultando na mudanças de temperamento.

Ataques contra os próprios donos e outras pessoas.

Brigas com outros animais com os quais convivem inclusive.

Aprisionamento indesejado em lugares de difícil acesso na tentativa de se protegerem.

 

Recomendações

  • Acomode os animais dentro de casa, em lugar onde possam se sentir em segurança, com iluminação suave e se possível um radio ligado com música.

 

  • Fechar portas e janelas para evitar fugas e acidentes.

 

  • Para abafar o som, coloque cobertores pesados ou mesmo um colchão tampando a janela. Pode cobrir o bichinho com um edredom, criando um ambiente seguro.

 

  • Procure um veterinário para sedar os animais no caso de não poder colocá-los para dentro de casa. Animais acorrentados acabam se enforcando em função do pânico.

 

  • Lembre-se É MUITO IMPORTANTE deixar o animal com uma coleira identificada com um telefone de contato. Em caso de fuga acidental as pessoas poderão ajudar a trazer ele de volta a lar. Utilize uma plaqueta de metal ou de plástico, com uma escrita que não saia se molhar.

 

  • Antes da queima de fogos, leve seu animal para perto da tv ou de um aparelho de som e aumente aos poucos o volume de tal forma que ele se distraia e se acostume com um som alto. Assim não ficará tão assustado com o barulho intenso e inesperado dos fogos.

·         Para quem mora em casa, com gatos que tem acesso à rua, recolha os gatos antes do pôr-do-sol não permitindo que tenham acesso a rua.

Garanta o bem estar do seu bichinho. Em caso de dúvidas, procure sempre um veterinário responsável.

Fonte: Pea.org