fbpx

Hospital Veterinário 24h

Resultados de Exames

Leucemia felina: guia completo

A leucemia felina, também conhecida como Felv (Feline leukemia vírus), é ocasionada por um vírus que pode provocar infecção permanente nos gatos, produzindo sintomas muito parecidos com os da leucemia em seres humanos, podendo levar o pet à morte. Por esse motivo, a FELV é considerada uma das doenças mais graves para os bichanos, sendo muito mais comum do que a maioria das pessoas pensam. Leia o texto abaixo e saiba tudo sobre essa patologia! COMO ACONTECE A TRANSMISSÃO DA LEUCEMIA FELINA? Enquanto a leucemia possui causas desconhecidas em seres humanos, a Felv (leucemia viral felina), pode ser transmitida através do contato de gatos saudáveis com a saliva, fezes, leite e urina de um bichano afetado. Isso quer dizer que a transmissão é muito frequente entre gatos que convivem juntos e compartilham seus potinhos de alimentos, caixas de areia e bebedouros e em gatos que têm acesso a rua, podendo entrar em contato com outros gatos contaminados. Por esse motivo, é muito importante saber se o gato é positivo para Felv e evitar que ele tenha acesso a rua. Além disso, o vírus da leucemia felina também pode ser transmitido em brigas e quando a gata dá à luz a filhotes por via transplacentária. QUAIS OS PRINCIPAIS SINTOMAS DA LEUCEMIA FELINA? Antes de conhecer os sintomas da leucemia viral felina, é importante ter em mente que existem muitos gatos que são positivos para a doença, mas que não apresentam sintomas, transmitindo a doença para outros felinos. Por isso, existem muitos tutores que nem ficam sabendo que o seu pet é positivo para o vírus. Os principais sintomas perceptíveis da leucemia felina são: 1- Perda de peso; 2- Anemia; 3- Estomatites (inflamações intensas na boca); 4- Anorexia; 5- Febre; 6- Apatia; 7- Problemas respiratórios. Sendo assim, ao perceber qualquer um desses sintomas, é de extrema importância que o tutor procure por um veterinário, visando começar o tratamento da doença antes que ela possa causar complicações mais graves ao pet. LEUCEMIA FELINA MATA? Infelizmente, a leucemia viral felina não tem cura e suas complicações são graves, fazendo com que a expectativa de vida de um felino contaminado pela Felv seja de aproximadamente 3 anos pós-diagnóstico, já que o vírus ataca o sistema imunológico e possui capacidade de desenvolver tumores nos órgãos e medula óssea. PORTANTO, COMO DIAGNOSTICAR E TRATAR LEUCEMIA FELINA? Quando há suspeita de Felv, é importante encaminhar o pet o quanto antes para um hospital veterinário, onde serão realizados exames laboratoriais, iniciando pelo teste de antígenos Elisa e/ou o exame PCR, para o diagnóstico da doença Caso a doença seja confirmada, vale lembrar que ela é uma patologia que não possui cura. Porém, isso não quer dizer que nada pode ser feito para prolongar a vida do gato. No caso, o tratamento da leucemia viral felina será realizado através da amenização das infecções secundárias, o que diminuirá o impacto da doença no bichano. Os passos para o tratamento serão dados pelo veterinário e dependerão do estado do animal. Também é importante frisar que o gato não estará livre do vírus, portanto, vai precisar de cuidados especiais pelo resto de sua vida, seja com os tratamentos indicados e orientações de como prevenir outras doenças e a disseminação do vírus para outros gatos. LEUCEMIA FELINA: COMO PREVENIR? Saiba que, ao contrário do que algumas pessoas pensam, é possível prevenir que o pet se contamine com a leucemia viral felina. Para isso, é importante levar gato ao veterinário, realizar os testes de check-up, fazer a vacina quíntupla (V5) – que além de prevenir a Felv também previne outras 4 viroses, e evitar que o bichano tenha acesso à rua. A castração de gatos é uma aliada para diminuir as chances do gato querer fugir de casa, evitando assim o contato com outros felinos e as brigas de disputa por território e fêmeas. Além disso, é importante o cuidado ao incluir um novo felino no ambiente sem ter o histórico de saúde do novo bichano. A Inova possui equipe atualizada e especializada em felinos para que seu pet possa receber sempre a melhor assistência e tratamento.

A leucemia felina, também conhecida como Felv (Feline leukemia vírus), é ocasionada por um vírus que pode provocar infecção permanente nos gatos, produzindo sintomas muito parecidos com os da leucemia em seres humanos, podendo levar o pet à morte.

Por esse motivo, a FELV é considerada uma das doenças mais graves para os bichanos, sendo muito mais comum do que a maioria das pessoas pensam. Leia o texto abaixo e saiba tudo sobre essa patologia!

Como acontece a transmissão da leucemia felina?

Enquanto a leucemia possui causas desconhecidas em seres humanos, a Felv (leucemia viral felina), pode ser transmitida através do contato de gatos saudáveis com a saliva, fezes, leite e urina de um bichano afetado.

Isso quer dizer que a transmissão é muito frequente entre gatos que convivem juntos e compartilham seus potinhos de alimentos, caixas de areia e bebedouros e em gatos que têm acesso a rua, podendo entrar em contato com outros gatos contaminados. Por esse motivo, é muito importante saber se o gato é positivo para Felv e evitar que ele tenha acesso a rua. 

Além disso, o vírus da leucemia felina também pode ser transmitido em brigas e quando a gata dá à luz a filhotes por via transplacentária.

Quais os principais sintomas da leucemia felina?

Antes de conhecer os sintomas da leucemia viral felina, é importante ter em mente que existem muitos gatos que são positivos para a doença, mas que não apresentam sintomas, transmitindo a doença para outros felinos. Por isso, existem muitos tutores que nem ficam sabendo que o seu pet é positivo para o vírus.

 Os principais sintomas perceptíveis da leucemia felina são:

1- Perda de peso;

2- Anemia; 

3- Estomatites (inflamações intensas na boca);

4- Anorexia;

5- Febre;

6- Apatia;

7- Problemas respiratórios.

Sendo assim, ao perceber qualquer um desses sintomas, é de extrema importância que o tutor procure por um veterinário, visando começar o tratamento da doença antes que ela possa causar complicações mais graves ao pet.

Leucemia felina mata?

Infelizmente, a leucemia viral felina não tem cura e suas complicações são graves, fazendo com que a expectativa de vida de um felino contaminado pela Felv seja de aproximadamente 3 anos pós-diagnóstico, já que o vírus ataca o sistema imunológico e possui capacidade de desenvolver tumores nos órgãos e medula óssea.

Portanto, como diagnosticar e tratar leucemia felina?

Quando há suspeita de Felv, é importante encaminhar o pet o quanto antes para um hospital veterinário, onde serão realizados exames laboratoriais, iniciando pelo teste de antígenos Elisa e/ou o exame PCR, para o diagnóstico da doença 

Caso a doença seja confirmada, vale lembrar que ela é uma patologia que não possui cura. Porém, isso não quer dizer que nada pode ser feito para prolongar a vida do gato. No caso, o tratamento da leucemia viral felina será realizado através da amenização das infecções secundárias, o que diminuirá o impacto da doença no bichano. Os passos para o tratamento serão dados pelo veterinário e dependerão do estado do animal. 

Também é importante frisar que o gato não estará livre do vírus, portanto, vai precisar de cuidados especiais pelo resto de sua vida, seja com os tratamentos indicados e orientações de como prevenir outras doenças e a disseminação do vírus para outros gatos.

Leucemia felina: como prevenir?

Saiba que, ao contrário do que algumas pessoas pensam, é possível prevenir que o pet se contamine com a leucemia viral felina

Para isso, é importante levar gato ao veterinário, realizar os testes de check-up, fazer a vacina quíntupla (V5) – que além de prevenir a Felv também previne outras 4 viroses, e evitar que o bichano tenha acesso à rua. A castração de gatos é uma aliada para diminuir as chances do gato querer fugir de casa, evitando assim o contato com outros felinos e as brigas de disputa por território e fêmeas. 

Além disso, é importante o cuidado ao incluir um novo felino no ambiente sem ter o histórico de saúde do novo bichano. 

A Inova possui equipe atualizada e especializada em felinos para que seu pet possa receber sempre a melhor assistência e tratamento.