Por mais que muitos tutores pensem que o cachorro com tosse é apenas um sinal de que o animal está doente, é muito importante ter em mente que esse sintoma pode estar relacionado à doenças sérias e por isso merece muito atenção.

Leia o texto abaixo e entenda como que um cachorro tossindo muito pode ser sinal de cardiopatia e de outras doenças graves!

Não subestime a tosse em cachorro!

Apesar de parecer um problema muito comum e inofensivo, a tosse em cachorro, como dito anteriormente, pode ser um sintoma de alguma doença canina, sendo importante que o animal seja levado a um hospital veterinário, já que essa condição deve ser analisada para descobrir se o sintoma se trata de uma doença ou até de algum objeto preso na garganta do cão. Fazer essa identificação é essencial para descobrir o problema, já que sons como engasgo e outros chiados podem facilmente ser confundidos com tosse.

Se a tosse no cachorro for alta e aguda, por exemplo, pode representar alguma patologia na traqueia ou até nos brônquios, enquanto a tosse curta pode significar fluídos no pulmão e, em casos mais graves, o cachorro com tosse seca pode representar cardiopatias, que são problemas cardíacos nesses animais. Mas, na maioria das vezes, pessoas leigas podem não conseguir identificar com precisão o tipo de tosse. Por isso a indicação é sempre procurar a avaliação de um médico veterinário, em um momento como esse.

Afinal, o que é cardiopatia?

Sendo mais comum em cães mais velhos, a cardiopatia é um termo utilizado para se referir a um conjunto de doenças do coração que podem afetar a qualidade de vida deles, tendo a tosse como um dos sintomas para identificar essas patologias previamente.

Elas são divididas em três tipos:

1- Doença mixomatosa valvar, que é uma alteração que se dá pela degeneração das válvulas do coração;

2- Cardiomiopatia dilatada, que consiste no aumento das câmaras cardíacas e redução da força, deixando o cão muito fraco.

3- Cardiomiopatia hipertrófica, que acontece quando há aumento da musculatura do ventrículo (uma das câmaras do coração), dificultando o seu relaxamento e reduzindo o espaço para acúmulo de sangue na câmara.

Cachorro com tosse pode ser sinal de cardiopatia

Quais as principais causas das cardiopatias em cães?

Apesar da idade ser um fator de risco para o aparecimento de cardiopatias em cachorros, existem outras causas que podem facilitar o desenvolvimento dessas doenças, como por exemplo:

1- Predisposição genética (existem algumas raças que possuem predisposição para ter esses problemas).

2- Obesidade canina;

3- Sedentarismo;

4- Má alimentação;

Quais os principais sintomas da cardiopatia em cães?

Além da tosse seca em cachorro, existem outros sintomas que também podem ser notados para fazer o diagnóstico precoce e controlar essas patologias, evitando sérias consequências à saúde do animal. Confira os principais:

1- Fadiga;

2- Indisposição;

3- Falta de ar;

4- Apatia;

5- Respiração mais acelerada que o normal;

6- Emagrecimento;

7- Língua e mucosas arroxeadas.

Caso note qualquer um desses sintomas, é importante procurar por um veterinário o mais rápido possível!

Cachorro com tosse pode ser sinal de cardiopatia

Meu cão está tossindo muito e eu encaminhei ele ao hospital veterinário. Como é o diagnóstico e o tratamento para essas doenças?

Para fazer o diagnóstico de uma cardiopatia, o veterinário utilizará um estetoscópio para analisar os órgãos internos do seu pet, sendo possível saber se houve alguma alteração no coração. Porém, para fazer uma análise completa, também serão solicitados outros exames, como o raio-x do tórax, eletrocardiograma e ecocardiograma. 

A partir do momento em que a patologia é diagnosticada, é necessário passar a tomar alguns cuidados para garantir uma boa qualidade de vida ao seu animal, como por exemplo:

1- Cuidar de sua alimentação e incentivar a prática de atividades físicas, evitando que fique obeso e que piore ainda mais às suas condições de saúde;

2- Como temperaturas muito altas podem ser prejudiciais à saúde do cão e agravar a cardiopatia, é importante se atentar ao clima do ambiente de casa para oferecer uma melhor qualidade de vida para o pet;

3- Faça com que o cachorro evite situações de estresse, já que esse é outro agravante para patologias cardíacas.

Além da mudança em sua forma de viver, pode ser solicitada uma medicação para fazer o tratamento da cardiopatia em questão.

Seu cão está com algum dos sintomas descritos acima? Entre em contato conosco e marque uma consulta com um de nossos especialistas!