Assim como nós, os nossos amigos de 4 patas também precisam de uma atenção especial a saúde bucal. O tártaro em cães, por exemplo, é um assunto que deve ser levado a sério pois, se não tratado, pode levar a perda dos dentes de forma precoce ou até mesmo a outras doenças graves. 

Entenda mais sobre as causas e tratamento do tártaro em cães no texto abaixo!

Tártaro em cães: o que é e por que acontece?

Assim como nos humanos, o tártaro em cães é o acúmulo de sujeira nos dentes devido a falta de limpeza e escovação, formando uma placa bacteriana.

Como prevenir o tártaro em cães?

Existem muitas dúvidas sobre como limpar o dente dos cachorros e prevenir o tártaro em cães. O ideal é realizar a escovação dos dentes do seu pet diariamente utilizando escovas adequadas ao porte do pet e pastas específicas para cães. 

A ração deve ser a base da alimentação do cãozinho, evitando oferecer a ele alimentos inadequados que facilitam a formação do tártaro em cachorros.

Tártaro em cães: como identificar?

Muitas pessoas ainda tem dúvidas sobre como identificar o tártaro em cães. O mau-hálito e manchas amareladas nos dentes são sinais de que é necessário dar uma atenção maior a higiene bucal do seu cãozinho. A presença de dor é um sinal de tártaro avançado em cães.

Tártaro em cães: complicações e tratamento

A saúde do seu pet é um assunto sério, por isso, nunca recorra a remédios caseiros para tártaro em cães sem a orientação de um especialista veterinário.

Além da escovação diária, como citamos acima, é fundamental o acompanhamento feito por um veterinário de confiança, que examinará os dentes do pet e fará a limpeza, se necessário. 

Se não tratado, o tártaro pode ser a porta de entrada para doenças mais graves, como infecções renais, infecções cardíacas e, até mesmo infecções generalizadas nos cães. 

Que tal aproveitar o final do ano para fazer um check-up completo do seu amiguinho aqui na Inova? Agende uma consulta hoje mesmo!

Leia também: Obesidade canina: como evitar e cuidar desse problema